Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias da Construção Pesada no Estado do Paraná

Imagem
Imagem
Imagem

Sintrapav conquista ACTs em várias empresas e amplia os direitos dos trabalhadores


Atuação sindical por local de trabalho melhora as condições e garante mais benefícios

Sindicato não é cartório para bater carimbo. Aqui se negocia com seriedade e firmeza. Para melhorar as condições de vida dos trabalhadores representados é preciso atuar de fato e permanentemente nas bases. É com organização e luta coletiva que se faz o enfrentamento aos patrões para se obter mais direitos e benefícios.



O Sintrapav Paraná trabalha desta forma e por isso conquistou Acordos Coletivos de Trabalho (ACTs) em várias empresas da construção pesada do Paraná neste ano. Os benefícios foram muitos e vão desde melhores salários até ampliação da PLR, do seguro de vida, das horas extras, do vale refeição, lanche da tarde, homologações, cesta natalina, kit bebê, café da manhã, entre tantas outras vantagens aos trabalhadores.



A atuação firme do Sintrapav resultou em vários ACTs celebrados em empresas como Castilho, Fieng, Serveng, Copa (J. Malucelli), Sanches Tripoloni, LCM, Itax, Progressul, Concretizar Tibagi, Concretizar Verê, Tork, Klabin (empresas do Projeto Puma II), FieldCore, Tabocas, Dalba, Quebec, Odebrechet, Agro Roque, Andritz, Empave, entre tantas outras.



Isso significa que milhares de trabalhadores do ramo da construção pesada do Paraná passaram a ter condições acima daquelas estabelecidas pela Convenção Coletiva de Trabalho (CCT), documento que contém os direitos básicos da categoria.



Sem Sindicato, o mínimo é a lei e olhe lá!



Os direitos e benefícios da categoria são frutos da organização dos trabalhadores em torno de um Sindicato forte e atuante. São conquistas obtidas ao longo de décadas de luta incessante do Sintrapav.



O problema é que os sindicatos estão sob constantes ataques do atual governo, uma situação sem precedentes na história do país. O objetivo é enfraquecer a organização dos trabalhadores para acabar com direitos e beneficiar as elites econômicas.



Sem a atuação sindical, os trabalhadores ficam vulneráveis e terão apenas os direitos mínimos previstos em lei, que por sinal estão sendo cada vez mais reduzidos.



A saída é a organização



Diante deste cenário, os trabalhadores e os sindicatos precisam resistir para manter os direitos. Uma luta árdua, que exige esforços de mobilização e também de financiamento. Por isso, é fundamental que a categoria mantenha seu Sindicato em pleno funcionamento. Todas as atividades realizadas, como assembleias, negociações com os patrões, fiscalização dos locais de trabalho, seminários, entre outras, têm custos e eles devem ser mantidos pelos trabalhadores e para o bem dos trabalhadores.



Portanto, se você ainda não é sócio do Sintrapav, não perca mais tempo. Procure se sindicalizar o mais rápido possível para que seus direitos e benefícios sejam preservados e ampliados. A contribuição é individual, mas as conquistas são de todos. Fortaleça sua categoria!