Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias da Construção Pesada no Estado do Paraná

Imagem
Imagem
Imagem

Sintrapav busca acordo universal nas obras do Projeto Puma II


Klabin vai expandir a produção de celulose na unidade na cidade de Ortigueira (PR)

Uma ótima notícia para o setor da construção pesada foi o anúncio da expansão da capacidade de produção de papéis para embalagem da Klabin, chamado de Projeto Puma II.



A empresa vai investir R$ 9,1 bilhões até 2023 para construir duas máquinas de papel na unidade da cidade de Ortigueira (PR). O Puma II será dividido em duas etapas. O cronograma prevê que as obras de cada etapa durem 24 meses, sendo que o início da construção da segunda etapa será logo após o término da primeira.



O projeto será financiado com caixa próprio da companhia. Segundo a Klabin, as obras do Puma II vão criar cerca de 11 mil empregos.



 



Organização Sindical



Assim como ocorreu no Projeto Puma I, o Sintrapav vai atuar na busca de um Acordo Coletivo de Trabalho que seja aplicado a todas as empresas que estejam envolvidas no Puma II. É uma nova obra gigantesca que vai gerar empregos e desenvolvimento na região, mas é preciso que todos os trabalhadores tenham condições dignas e direitos iguais.



É com essa perspectiva que o Sintrapav vai lutar, junto com o Sintracon de Telêmaco Borba, para conquistar um ACT universal no Puma II que garanta direitos como plano de saúde, folga de campo (baixada), Participação nos Lucros e Resultados (PLR), cesta básica, vale refeição, café da manhã, entre outros.



Serão quatro anos de obras e o Sintrapav estará lá, sempre vigilante na defesa dos direitos dos trabalhadores.