Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias da Construção Pesada no Estado do Paraná

Imagem
Imagem
Imagem

Trabalhadores da Compasa entram em greve a partir de segunda-feira




O não pagamento do Programa de Participação nos Resultados (PPR) revoltou os trabalhadores da empresa Compasa, sediada em Londrina, região norte do Paraná.



Em assembleia realizada pelo Sintrapav na manhã desta quarta-feira (06), os trabalhadores aprovaram o indicativo de greve por tempo indeterminado a partir de segunda-feira (11) como forma de pressionar a direção da empresa a cumprir com suas obrigações.



O pagamento do PPR está previsto na cláusula 13ª da Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) da Construção Pesada do Paraná. Ela prevê que os trabalhadores que cumprirem com as metas estabelecidas devem receber o equivalente a 9,17 horas de salário base por mês trabalhado.



A primeira parcela da PPR 2018/2019, em atraso na Compasa, compreende o período de 1º de junho a 30 de novembro de 2018 (6 X 9,17 horas) e deveria ter sido paga juntamente com a folha de janeiro. O Sintrapav se mantém aberto às negociações com a administração da empresa para solucionar o problema.