Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias da Construção Pesada no Estado do Paraná

Imagem
Imagem
Imagem

Sindicato aperta o cerco na fiscalização das terceirizadas da Concessionária Arteris




A fiscalização dos direitos previstos na Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) e das condições laborais é uma das funções de um sindicato de fato atuante. Nesse quesito o Sintrapav não marca bobeira! Equipes de dirigentes sindicais estão sempre com o pé na estrada, percorrendo esse Paranazão todo para verificar se as empresas estão seguindo à risca os direitos e se os ambientes de trabalho estão adequados.



Nos últimos dias, os dirigentes sindicais vistoriaram as empresas que prestam serviços à Concessionária de Rodovias Arteris, responsável pelos trechos da Autopista Litoral Sul (BR 101), Planalto Sul (BR 116) e Régis Bittencourt.



Um problema constatado foi que algumas das empresas que não estão sediadas no Paraná descumprem a CCT daqui. Quando isso acontece, o Sindicato convoca os representantes das firmas para orientar sobre os direitos estabelecidos e cobrar o devido cumprimento.



Essa situação foi percebida na empresa C&K. Os responsáveis foram convocados pelo Sindicato, compreenderam o erro e passaram a seguir a CCT, inclusive com o pagamento de diferenças retroativas aos trabalhadores.



Em outros casos, o Sindicato convocou as empresas em situação irregular, mas sequer apareceram para receber as orientações. Ocorreu com as empresas Fortunato e Air Less. Diante disso, o Sintrapav irá acioná-las na Superintendência Regional do Trabalho e Emprego (SRTE/MTE).  



A estratégia é clara! Se as empresas insistirem no erro e não se enquadrarem à CCT, o Sindicato irá pressionar através da mobilização dos trabalhadores e, em último caso, por meio dos órgãos legais. Não há trégua, nem moleza. Direito é para ser cumprido!